Estudo aponta que solvente é a droga mais consumida nas escolas paulistas

Um levantamento do Centro Brasileiro de Informações Sobre Drogas Psicotrópicas – Cebrid, ligado à Unifesp, detectou que dos 3.522 alunos do Ensino Fundamental e Médio das escolas paulistas , 19,7% já usaram algum alterador de consciência. Não entram na conta cigarro e bebida alcoólica. Dos que admitiram ter experimentado alguma substância ilícita, o solvente lidera a lista, citado por 16, 3% dos entrevistados. O número supera, inclusive, a soma dos índices para maconha, cocaína, crack e anfetamina.
Fonte:O Estado de S. Paulo, por OBID