Ações de prevenção às drogas no Paraná são homenageadas por conselho nacional

O Secretário da Justiça e da Cidadania, Desembargador Jair Ramos Braga, entregou, na tarde desta terça-feira, 03/04, o Diploma de Mérito pela Valorização da Vida, ao Desembargador João Kopitowsky, do Tribunal de Justiça, e ao Comandante-Geral da Polícia Militar do Paraná, Coronel Nemésio Xavier de França Filho. A homenagem é conferida pelo Conselho Nacional Antidrogas, por meio da Secretaria Nacional Antidrogas a representantes da sociedade, que contribuem sistematicamente em programas de prevenção e contra às drogas. No caso do Paraná, a homenagem foi realizada por meio da Secretaria da Justiça, pela Coordenadoria Estadual Antidrogas – Cead.

“A entrega desses diplomas aos representantes do Poder Judiciário e Polícia Militar é em reconhecimento as atividades desenvolvidas por pessoas comprometidas em cooperar para o funcionamento de programas antidrogas”, destacou Braga. Ao receber o diploma, o Coronel Xavier ofereceu a homenagem “a todos os Policiais Militares que trabalham no dia-a-dia, nas escolas, com as crianças do Paraná e à sociedade paranaense que aceitou a proposta deste Governo de investir em projetos contra o uso de narcóticos e de conscientização do perigo das drogas”.

O Coronel Xavier também transmitiu o cargo de Coordenador-Geral do Estado do Programa Educacional de Resistências às Drogas e a Violência – Proerd -, à Tenente-Coronel Rita Aparecida de Oliveira. Ela já ocupava as funções de coordenação operacional do programa. O Coronel José Paulo Betes deixou o cargo para dedicação as suas funções na chefia do Estado Maior.

Na cerimônia, Xavier agradeceu o trabalho desenvolvido pelo Coronel Betes e elogiou “o dinamismo empregado em todo o Paraná”. Também ressaltou que a Coronel Aparecida terá um novo desafio na coordenação do Proerd, “incrementando o programa em todas as regiões do Estado”.

Há dois anos no Proerd, Betes avaliou o programa como uma ação governamental de sucesso, “pela proximidade da Polícia Militar nas escolas, possibilitando ações preventivas de melhor qualidade”. Emocionada com a nova missão, a Coronel Aparecida fez questão de lembrar que o Proerd é um trabalho de prevenção em rede. “Sozinho não se chega a lugar algum. São necessárias a formação e integração de toda a sociedade, representada pelos órgãos públicos e privados, participação da comunidade e compromisso com nossas crianças, desafiando a problemática das drogas”, concluiu.

O Proerd foi implantado no Paraná em 2000 e já formou 670 mil alunos da rede pública, das quartas às sextas séries do Ensino Fundamental, e de instituições de ensino particulares. O programa, que também se destina à familiares de alunos, dispõe de um currículo próprio para os estudantes, que tem aulas com policiais militares capacitados.
Autor: AE Notícias