Novas medidas para adolescentes infratores dependentes de drogas serão discutidas

Para discutir, ouvir e colher sugestões sobre como efetivamente recuperar o usuário e dependente de drogas, o Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça da Infância e da Juventude e a 28ª Promotoria de Justiça da Infância e Juventude do Mato Grosso do Sul , promovem no próximo dia 27/04, às 14 horas, uma audiência pública no Auditório Doutor Nereu Aristides Marques, do edifício-sede da Procuradoria-Geral de Justiça.

Para o Procurador de Justiça Olavo Monteiro Mascarenhas, Coordenador do Centro de Apoio Operacional das Promotorias de Justiça da Infância e da Juventude, a partir desse evento serão definidas ações do Ministério Público Estadual para os anos de 2007 e 2008 junto aos Governos Municipal e Estadual, implantando-se, assim, políticas públicas que efetivamente possam recuperar o adolescente usuário e dependente de substâncias psicoativas, minimizando este sério problema social.

A Promotora de Justiça da Infância e Juventude da Capital, Vera Aparecida Cardoso Bogalho Frost Vieira, que atua diretamente com os adolescentes em conflito com a Lei, usuários e dependentes de substâncias psicoativas, destaca a importância de se avaliar os atendimentos atualmente feitos em estabelecimentos hospitalares ou psiquiátricos, ambulatorial l e em demais entidades.

Estão sendo convidados para participar desta audiência, entre outras autoridades, o Presidente do Conselho Estadual Antidrogas e Promotor de Justiça Sergio Fernando Raimundo Harfouche; o Juiz de Direito da 2º Vara da Infância e Juventude, Danilo Burin; a Delegada de Polícia Titular da Delegacia de Atendimento à Infância e Juventude – DEAIJ, Maria de Lourdes Souza Cano; o Defensor Público Eugênio Damião; a Secretária Estadual de Trabalho, Tânia Mara Garibe; a Secretária Estadual de Saúde, Beatriz Figueiredo Dobashi; a Secretária de Assistência Social de Campo Grande, Ilza Matheus de Souza; o Secretário de Saúde de Campo Grande, Luiz Henrique Mandetta; e o Medico Psiquiatra e membro do Conselho Estadual Antidrogas, Juberty Antonio de Souza.
Fonte: Ministério Público do Mato Grosso do Sul
OBID