Parei de fumar! Vou engordar?

O tabagismo é considerado pela Organização Mundial da Saúde – OMS como a principal causa de morte evitável em todo o mundo, um problema de saúde pública que cada ano mobiliza mais camadas sociais.

Entre as doenças mais comuns associadas ao tabaco estão a Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica – DPOC, cânceres de pulmão, de boca, gastrintestinal, entre outros.

Estima-se que existam cerca de 1 bilhão e 200 milhões de fumantes no mundo. Porém, alguns estão se conscientizando que para ter mais qualidade de vida é importante partir para o desafio de tentar acabar com a dependência. Para muitos, principalmente para as mulheres, um dos receios é o de engordar.

Mas será que realmente isso pode acontecer? Existe de fato alguma ligação entre parar de fumar e adquirir peso?

O cigarro tem em sua composição nicotina, que aumenta a termogênese – gasto de energia. Assim, o fato de parar de fumar pode resultar em pequeno aumento de peso pela diminuição do gasto energético.

Outra possível causa seria que a nicotina potencializa a ação da leptina – hormônio secretado pelas células gordurosas, responsável pelo equilíbrio energético e pela sensação de saciedade – onde ocorre o aumento da saciedade para os fumantes.

A nicotina também pode afetar a regulação do apetite por meio dos neurotransmissores dopamina e serotonina, pois estes encontram em quantidades aumentadas em pessoas que fumam, conseqüentemente diminuindo a ingestão alimentar. Estas seriam as possíveis explicações para aquisição de peso quando se pára de fumar.

Estudos sugerem também que o ganho de peso se dá na maioria das vezes na região subcutânea, ou seja, uma região menos prejudicial à saúde do que a região abdominal.

Um estudo mostrou que fumar parece prejudicar a tolerância à glicose e sensibilidade à insulina e estudos transversais têm demonstrado que fumantes são resistentes à insulina e hiperinsulinêmicos quando comparados a não fumantes. Parar de fumar parece melhorar a sensibilidade à insulina apesar do ganho de peso.

O ideal seria adotar um estilo de vida mais ativo antes de decidir abandonar o cigarro, ou seja, se exercitar mais, praticar atividade física regularmente, visando também o controle de peso, diminuição do estresse e da ansiedade, pois se não forem controlados estes sintomas, será mais difícil evitar o descontrole na alimentação.

Veja a seguir dicas para você que parou de fumar e deseja manter um corpo em forma e saudável:

– Faça várias refeições ao dia, com menores quantidades. Não fique muitas horas sem comer, isso vai contribuir para minimizar a fome e também para que seu metabolismo esteja sempre ativo.

– Beba de 2 a 3 litros de água todos os dias, e experimente sempre que tiver vontade de fumar, beber um copo grande de água.

– Chiclete diet é uma boa opção na hora do desespero, mas não faça disso uma rotina, pois o hábito excessivo e freqüente de mascar chicletes ou balas não é saudável.

– Evite café e bebidas alcoólicas, pois podem ser um convite ao cigarro

– Para controlar a ansiedade, quando tiver vontade de fumar, procure relaxar, converse com seus amigos, assista um bom filme, escute música, caminhe, enfim procure se manter ocupado.

Existe realmente o risco de adquirir peso quando se pára de fumar, mas isto pode ser controlado ou até mesmo evitado. Os benefícios do abandono do cigarro são muito maiores do que o possível ganho de peso.

As vantagens são inúmeras, por isso você que tomou essa decisão, siga forte até o fim, com certeza não será fácil, mas verá que vale muito a pena.

Bibliografia

C. Filozof, M. C. Fernández Pinilla, A. Fernández-Cruz. Smoking cessation and weight gain. Obesity Reviews 5 (2), 95–103, 2004.

Roberta dos Santos Silva
Nutricionista formada pela
Universidade Católica de Santos
Autor: CyberDiet
Fonte: OBID