Remédio contra overdose de metanfetaminas pode danificar cérebro, diz estudo

Um medicamento usado em clínicas de tratamento de overdose de metanfetaminas, substância química estimulante, pode causar danos em uma região do cérebro que regula o movimento, revelou estudo publicado na ultima semana de maio pela revista “Journal of Neuroscience”.

Um grupo de cientistas da Escola de Medicina da Universidade de Boston afirmou que esta conclusão surgiu das experiências com ratos.

Os pesquisadores afirmaram que a combinação do remédio identificado como “haloperidol” e as anfetaminas têm efeitos destrutivos.

Segundo Bryan Yamamota, Chefe do grupo de pesquisadores, os danos são provocados pela superestimulação celular que produz o aminoácido glutamato.

Este aminoácido é tóxico para as células que produzem o neurotransmisor identificado como ácido gamma-aminobutírico – Gaba.

“Este trabalho realizado com animais de laboratório cria uma preocupação imediata de que o tratamento normal para a overdose de metanfetaminas em seres humanos possa causar lesões cerebrais”, declarou William Carlezon, do Hospital McLean da Universidade de Harvard.
Fonte: Ultimo Segundo -OBID