Estudo: droga ice pode aumentar propagação de HIV

O uso de drogas típicas de clubes noturnos, como as metanfetaminas, podem contribuir para o aumento de infecções pelo vírus HIV em jovens gays em países desenvolvidos, de acordo com estudo divulgado na conferência da Sociedade Internacional para a Aids, em Sydney, na Austrália.

Segundo a pesquisa, realizada nos Estados Unidos, o número de soropositivos que usam drogas como “speed” e “ice” triplicou entre 2000 e 2005.

Esta é a primeira vez que se estabelece uma ligação forte entre o uso de metamfetaminas e a propagação do vírus causador da Aids. As drogas usadas impropriamente para recreação têm o efeito de aumentar o desejo sexual e encorajar formas mais arriscadas de sexo porque elas anestesiam a dor.

Na Austrália, a incidência da infecção mais do que dobrou nos últimos sete anos. David Cooper, que preside a conferência e é Diretor do Centro Nacional para Epidemiologia de HIV e Pesquisa Clínica do país, acredita que esse índice está ligado ao aumento do uso de drogas.

“A grande epidemia de metanfetamina que está ocorrendo aqui, do uso de ice, também está ocorrendo, naturalmente, em outros países ricos. A hipersexualidade associada a isto pode, com certeza, aumentar o risco e a propagação do HIV e nós precisamos reforçar nossas campanhas para sexo seguro e contra drogas para os jovens”, afirmou Cooper.
Fonte: Terra – OBID