Organização Mundial de Saúde indica aumento na demanda por tabaco

A Organização Mundial da Saúde – OMS, admite que a produção de tabaco, em nível mundial, deverá crescer nos próximos anos, mesmo diante das campanhas antitabagistas. A informação foi trazida pelo chefe do Departamento de Sistema de Produção e Sustentabilidade – Depros, do Ministério da Agricultura, George Simon, à reunião da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva do Fumo, ontem, em Brasília. Simon integrou a comitiva brasileira na 2ª Conferência das Partes, relativa à Convenção-Quadro, em Bangcoc, na Tailândia. Segundo ele, haverá aumento de demanda de fumo, principalmente pela China. Ele anunciou a criação de comitê internacional, para promover estudo do mercado ilegal de cigarros.

“A Câmara representa todo o setor e, para isto, precisamos estar informados sobre discussões e possíveis resoluções que podem afetar os segmentos envolvidos”, disse o presidente da câmara, Romeu Schneider, reeleito para o cargo ontem. A metodologia da pesquisa para conhecer o tamanho real do mercado ilegal de cigarros também foi pauta da reunião do órgão federal. Segundo Schneider, o levantamento tem por objetivo mensurar os números do contrabando e falsificação. “Pretendemos promover iniciativas, junto aos órgãos governamentais, que possam inibir a ilegalidade”.
Fonte: Correio do Povo – RS – OBID