Uso de crack cresce entre adolescentes

No Centro Regional Integrado de Atendimento ao Adolescente – Criaa, da Universidade Federal Fluminense – UFF – que trabalha a prevenção à violência e ao abuso de álcool e drogas com pessoas entre 8 e 18 anos – mostrou que dos 70 jovens em tratamento por uso de droga, pelo menos 12% revelaram ter experimentado crack recentemente.

“Os casos começaram a aparecer neste ano de 2007, e percebemos que o uso da droga está cada vez mais precoce. Há meninos de 13 anos que já experimentaram o crack”, afirma a psiquiatra da instituição, Gabriela Bezerra de Menezes.

Um estudo feito em 2004 pelo Centro Brasileiro de Informações sobre Drogas Psicotrópicas – Cebrid, que funciona no Departamento de Psicobiologia da Universidade Federal de São Paulo – Unifesp, constatou que o crack foi a droga mais utilizada por estudantes do ensino médio e fundamental em 27 capitais brasileiras. No Rio de Janeiro, os pesquisadores ouviram 2.758 adolescentes, a maioria do sexo feminino – 50,7% e com idade entre 13 e 15 anos 39,3%. Desse total, 21% usavam entorpecentes.
Fonte: O Globo – RJ -OBID