Dengue, a epidemia pode se agravar com o Den 4

O Ministério da Saúde lança hoje (16/10/2007) a Campanha Nacional de Mobilização contra a Dengue. A iniciativa é feita nos dias que antecedem o período de chuvas, quando o risco da doença é maior. O tema deste ano é “Combater a dengue é um dever meu, seu e de todos. A dengue pode matar”. A ação tem o objetivo de estimular a população a eliminar os locais de água parada, onde o mosquito transmissor se multiplica.

Em 2002, os casos de dengue atingiram a soma de 794 mil pessoas contaminadas. O número caiu para 345 mil no ano passado. Mas, nos nove primeiros meses deste ano, o Brasil registrou mais de 480 mil casos de dengue, o que representa aumento de mais de 50% em relação ao mesmo período de 2006.

“A dengue é um problema sério e mata. Neste ano, 1.076 pessoas tiveram a dengue hemorrágica, que é a forma mais grave da doença. Desse total, 121 morreram”, afirmou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão. “O quadro deste ano é ruim e estamos fazendo a campanha antes do período de chuvas, quando o mosquito transmissor se prolifera. Ou seja, temos tempo para a prevenção, mas os resultados dependem da participação de todos”, complementou.

A campanha começa agora, em rádios e televisões das regiões Sudeste e Centro-Oeste. Depois, passa para o Sul e Norte, onde será veiculada de 4 de Novembro a 16 de Dezembro. A estratégia, que também inclui a região Nordeste, prossegue até março de 2008. Além disso, serão distribuídos cartazes e fôlderes e estão sendo finalizadas parcerias com a iniciativa privada.

A prevenção é a melhor forma de combater a doença. Esvaziar garrafas paradas, não estocar pneus em áreas descobertas, não acumular água em lajes ou calhas, colocar areia nos vasos de planta e cobrir bem tonéis e caixas d’água são algumas iniciativas básicas. Todo local de água parada deve ser eliminado, pois é lá que o mosquito transmissor, o Aedes aegypti, coloca os seus ovos.

No mês de julho, o Ministério da Saúde encomendou uma pesquisa que revelou que 91% dos entrevistados se sentem informados sobre como a dengue é transmitida. Assim, o Ministério da Saúde, por meio da campanha, espera estimular que o combate à doença se torne um hábito e faça parte de uma rotina diária da população.

O Ministério da saúde esta preocupado, pois pode chegar ao Brasil o sorotipo da dengue conhecido como Den 4, variação do virus que os Brasileiros ainda não tiveram contato e que já esta presente nos paises vizinhos como Colômbia e Venezuela.
A epidemia de dengue pode se tornar ainda mais devastadora, infelizmente!

A Organização Mundial de Saúde (OMS) definiu um critério de classificação das formas de Febre Hemorrágica do Dengue em 4 categorias, de acordo com o grau de gravidade:
Grau 1 – febre acompanhada de sintomas inespecíficos, em que a única manifestação hemorrágica é a prova do laço positiva.
Grau 2 – além das manifestações constantes do grau 1, somam-se hemorragias espontâneas leves ( sangramento de pele, epistaxe, gengivorragia e outros).
Grau 3 – colapso circulatório com pulso fraco e rápido, estreitamento da pressão arterial ou hipotensão, pele pegajosa e fria e inquietação.
Grau 4 – choque profundo com ausência da pressão arterial e pressão de pulso imperceptível.

http://www.combatadengue.com.br/

Fonte: Saude.gov.br (com alterações)