Dia de alerta ao uso excessivo de álcool em faculdade de São Paulo

Será realizado, no dia 7 de novembro, o projeto do “Dia de Alerta ao uso excessivo de álcool”, que acontecerá em todas as unidades da Unesp, com o objetivo de esclarecer à comunidade acadêmica os riscos e problemas a que estão submetidas às pessoas usuárias de álcool e drogas, de maneira abusiva.

O projeto, desenvolvido pela Pró-reitoria de Extensão Universitária – Proex vai contar com a exibição de palestras sobre o tema abordado, que serão divulgadas pela parceria da universidade com o Centro de Integração Empresa-Escola – Ciee, que, por meio da Unesp TV NET, será responsável por transmitir as palestras a todas as unidades da universidade, e posteriormente gravadas e disponibilizadas no Portal Unesp, para acesso livre.

Para a realização planejada do evento, cada unidade foi incumbida de indicar um docente responsável pela coordenação das atividades.

Como iniciativa de aprimoramento aos coordenadores e participantes do projeto, foi oferecido um treinamento, de modo que sejam formados os multiplicadores do projeto em cada unidade.

Em relação às atividades realizadas no treinamento, estas envolveram aulas expositivas organizadas a partir de conteúdos das áreas da Psicologia, Farmacologia, Mídia, Educação Física e Saúde Pública, temas relacionados diretamente à problemática abordada no evento.

Por meio de diversas pesquisas tem-se descoberto que, durante os anos dos cursos de graduação, inúmeros alunos se envolvem com o uso abusivo de drogas e álcool, prejudicando seu rendimento acadêmico e suas oportunidades pessoais e profissionais.

Sabe-se que, em decorrência do uso excessivo destas substâncias causadoras de dependência, os indivíduos passam muitas vezes a emitir comportamentos tidos como de risco, como sexo sem segurança, violência e comprometimento no raciocínio moral e de normas sociais.

Neste sentido, o evento promovido pretende promover reflexões que subsidiem uma escolha, por parte dos usuários de álcool e drogas, em direção ao uso controlado e responsável destas substâncias, sendo capazes de identificar os malefícios deste uso a curto, médio e longo prazo, e os riscos a que estão submetidos.
OBID Fonte: Universia Brasil – SP (com alterações)