Medicamentos para aliviar a dor crônica podem aumentar apnéia do sono

A dor é um componente realmente prejudicial ao sono. Às vezes, é ela o principal fator que interfere na capacidade de dormir. Em virtude disso, muitas pessoas que têm dor crônica, usam medicamentos, não somente para o alívio da dor, mas para conseguirem relaxar e descansar. Mas será que essas medicações ao invés de ajudar, não poderiam interferir no próprio sono?

Essa questão despertou o interesse de pesquisadores americanos da Universidade de Buffalo SUNY, nos Estados Unidos, e seus colaboradores, que desenvolveram uma pesquisa sobre o tema, publicada recentemente na revista Pain Medicine.

Os investigadores buscaram avaliar se alguns medicamentos, utilizados para o tratamento da dor crônica, a base de opióides, metadona e benzodiazepínicos, poderiam provocar apnéia durante o sono. Para isso, pacientes que fazem uso de terapias com essas medicações foram avaliados enquanto dormiam, através de aparelhos de polissonografia.

Os resultados encontrados pelos pesquisadores foram preocupantes: estados de apnéia e de hipopnéia foram anormais em cerca de 75% dos pacientes estudados (entende-se por apnéia a interrupção completa do fluxo de ar através do nariz ou da boca por um período de pelo menos 10 segundos e, por hipopnéia, uma redução de 30% a 50% desse fluxo). Esses indivíduos tiveram mais de 5 episódios desses distúrbios por hora, após terem tomado o medicamento, sendo que os piores valores foram encontrados entre aqueles que utilizaram metadona, sendo que a gravidade se correlacionava à dose empregada.

Esses achados alertam para que haja vigilância, entre os pacientes que usam medicamentos para a dor, durante o sono, pois eles podem sofrer episódios de apnéia enquanto dormem.
Autor: Bibliomed
Fonte: OBID