Mistura de álcool e medicamento agrava o lúpus

Sulfas, anticoncepcionais orais e penicilinas podem disparar o lúpus e devem ser evitados. O álcool e o fumo são prejudiciais a qualquer pessoa, mas no caso desta doença deve-se principalmente evitar a interação de álcool com sedativos e antialérgicos, e do fumo, no caso de problemas pulmonares.

As articulações, quando inflamadas um dos sintomas da doença, demandam períodos intercalados de repouso e atividade para se evitar lesões. Também deve-se dar atenção especial à postura e posições de trabalho e lazer. Por essa razão, exercícios regulares podem ajudar a prevenir fraqueza muscular e fadiga.

Como tratar
Cada paciente demanda um tipo de tratamento. Em alguns casos, são empregados vários medicamentos ao mesmo tempo para controlar os sintomas. São usados corticosteróides, antiinflamatórios não-esteróides, anti-maláricos – para o controle da artrite e problemas de pele, usados também contra a malária – e imunossupressores, que são utilizados para frear a ação do sistema imune, existindo controvérsias sobre o seu uso.
OBID Fonte: Jornal Vale Paraibano