Anvisa cria banco de dados sobre reações adversas

A partir de agora os usuários do Notivisa, sistema informatizado para receber notificações de eventos adversos e queixas técnicas de produtos sob vigilância sanitária, já podem utilizar o formulário de notificações de eventos adversos de medicamentos. O novo software receberá as notificações sobre suspeitas de reações adversas, inefetividade terapêutica e outros eventos adversos relacionados aos medicamentos comercializados no país.

De acordo com a responsável pelo Sistema Notivisa e diretora-adjunta da Anvisa, Beatriz Mac Dowell Soares, o formulário para esse tipo de notificação não existia no software anterior. “A partir de agora, todas as notificações de suspeitas ou casos confirmados de eventos adversos relacionados a medicamentos serão recebidas por meio do novo sistema”, esclarece.

Ainda de acordo com Mac Dowell, durante a implantação do sistema os notificadores poderão auxiliar na evolução do software enviando os eventuais erros observados e as sugestões de melhoria para o e-mail notivisa@anvisa.gov.br, destaca.

Notificação

Para notificar um evento adverso a medicamento pelo Notivisa, é necessário que o notificador cadastre-se no Notivisa. Após se cadastrar selecionar na tela à esquerda “Notificar”. Na tela seguinte selecionar a opção “Medicamento” e responder “Sim” à pergunta: “Houve dano à saúde?”. São dois os formulários que serão disponibilizados automaticamente pelo sistema, de acordo com o perfil do notificador cadastrado. Um formulário simplificado para os profissionais de saúde, pessoas físicas ou de instituições públicas ou privadas e um formulário mais complexo para a indústria farmacêutica.

As suspeitas de erro de medicação deverão continuar a ser notificadas por meio do formulário disponível no link
http://www.anvisa.gov.br/servicos/form/farmaco/index_prof_erro.htm

Informação: Ascom/Assessoria de Imprensa da Anvisa
Fonte: Ministério da Saúde www.saude.gov.br