Nova forma de anorexia é ligada ao álcool

A doença que acaba de chegar ao catálogo de males relacionados à alimentação é conhecida como “ebriorexia”, uma gíria composta que descreve um problema causado por mistura perturbadora de comportamentos: passar fome deliberadamente, ou comer demais e provocar vômito, acompanhados de uso exagerado de álcool.

“Ebriorexia” não é um termo médico reconhecido. Mas aponta para um fenômeno perturbador, no que tange aos distúrbios de alimentos e aos distúrbios compulsivos. Entre as pessoas classificadas como ebrioréxicos há os universitários, em sua maioria mulheres, que passam fome o dia todo a fim de compensar as calorias que ingerem em forma de álcool durante suas noitadas.

O termo se associa também a distúrbios alimentares graves, especialmente a bulimia, a qual muitas vezes acarreta comportamento como o abuso de alimentos e bebidas e o uso do vômito como maneira de purgar o organismo.

Os anoréxicos, porque restringem severamente sua ingestão de calorias, tendem a evitar álcool. Mas alguns bebem para se acalmar antes de comer, ou para aliviar a ansiedade causada por uma refeição. Ainda outros empregam drogas como cocaína e metanfetaminas para reprimir o apetite.

Muitos dos bulímicos usam álcool para induzir vômito, dizem especialistas em distúrbios de alimentação, porque é mais fácil purgar líquidos do corpo. Eles também tendem a vomitar porque bebem de estômago vazio.
Estudos demonstram que comer excessivamente e abuso de álcool são problemas em ascensão entre as mulheres, que também são mais propensas que os homens aos distúrbios de alimentação.

Autor: Editoria Vida e Saúde
OBID Fonte: Site do Terra