Novas técnicas ajudam a combater o tabagismo

Terapia utiliza o pavilhão auricular no tratamento: primeiros resultados começam a aparecer após três ou quatro meses.

Grande parte da população brasileira é formada por fumantes. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), o tabagismo deve ser considerado uma pandemia, ou seja, uma epidemia generalizada e, como tal, precisa ser combatido. A dependência provoca câncer de pulmão, boca, laringe, faringe, esôfago, pâncreas, rins, bexiga e até colo de útero, além de doenças vasculares.

Preocupados com todos esses malefícios, que por vezes já acometeram pais, irmãos e amigos, alguns fumantes estão procurando terapias para abandonar o cigarro.

Uma delas é a acupuntura, prática milenar que utiliza agulhas especiais para estimular pontos específicos do corpo, com a finalidade de tratar e prevenir alterações emocionais, mentais e físicas. O paciente pode precisar fazer a auriculoterapia (técnica terapêutica que utiliza o pavilhão auricular – orelha – para efetuar o tratamento) ou a forma sistêmica (no qual são colocadas agulhas em determinados pontos do corpo). A especialista em acupuntura e quiropraxia (técnica que cuida da coluna vertebral) do portal Minha Vida, Ana Maria Quintans, realiza as duas simultaneamente para tornar o tratamento mais eficaz.

“A sistêmica dá suporte ao paciente durante cinco dias. Já a auricular durante oito dias, quando o paciente deve retornar para uma nova sessão”, explica. As sessões duram de 30 a 50 minutos.

De acordo com Ana Maria, os primeiros resultados começam a aparecer após três ou quatro meses. “Tudo depende do grau de sensibilidade da pessoa”.

Na primeira consulta a profissional faz uma avaliação física e energética do paciente, faz perguntas sobre seu dia-a-dia e até avalia seu modo de falar. E dependendo do caso, recomenda terapias auxiliares como acompanhamento psicológico e florais, entre outros.

A “terapia do Bom Senso” também está sendo empregada no tratamento antitabagismo. Segundo Roseana Daniel, naturóloga, terapeuta holística e também especialista do portal Minha Vida, explica que é um tratamento específico nas causas de ansiedade. Fazem parte da sessão, que tem duração de 1h30, exercícios de respiração, florais, cromoterapia, reflexologia e acupuntura.

O tratamento começa a fazer efeito, em média, a partir de três meses e também é eficaz para emagrecimento, depressão, ansiedade, eliminar manias e recuperar a auto-estima. “Mas é preciso a pessoa se comprometer a trabalhar para resolver seu problema. Bom senso é transformação”, enfatiza.

Autor: Editoria Geral
OBID Fonte: Folha de Londrina- PR/Agência Estado