Projeto Valorizando a Vida debate as drogas e suas conseqüências

Equipes do projeto Valorizando a Vida, desenvolvido pela Prefeitura de Boa Vista, realizam esta semana uma série de palestras e oficinas interativas sobre as drogas e suas conseqüências. As atividades acontecem nos bairros e têm como público-alvo estudantes, integrantes de programas sociais e a comunidade.

O programa é coordenado pela Secretaria Municipal de Gestão Participativa e Cidadania (SMGEP). A primeira oficina/palestra deste mês aconteceu ontem (7), no Centro de Múltiplo Uso Pastor Raimundo e nas Escolas Municipais Francisco Cássio de Morais e Martinha Thury Vieira.

Hoje (8), a oficina acontece das 8h às 10h30, no Centro de Múltiplo Uso João Luis Hartz, rua Carmelo, 1.400, Pintolândia e das 16h30 às 17h30, nas escolas municipais Centenário de Boa Vista (rua João Padeiro Calado, 374 – Aparecida) e Edsonina de Barros Villa (rua Amapá, 872, bairro dos Estados).

Oficinas e palestras com o mesmo tema serão realizadas durante a semana em diversas escolas. No dia 9, quarta-feira, a palestra e a oficina acontecem na Escola Municipal Maria Gertrudes (rua S 27, 1299 – Santa Luzia), das 19h30 às 21h. No dia 10, quinta-feira, as equipes do Valorizando a Vida vão estar na escola Municipal Glemíria Gonzaga Barbosa (rua da Lua, s/nº. Cidade Satélite).

A intenção do projeto é orientar as pessoas sobre questões relacionadas à estrutura familiar, como respeito e fraternidade. O projeto também trabalha as causa geradoras de conflito e desajustes sociais e familiares; a interação social entre comunidade e projetos sociais; incentiva os jovens e adultos analfabetos e alfabetizados a retomarem ou continuarem os estudos, além de fazer resgate moral e ético.

Autor: Seção Cidades
OBID Fonte: Folha de Boa Vista – RR