Oriente seu filho contra as drogas

Curso da PM voltado aos pais pretende informar para promover o diálogo em casa e evitar a violência

Se você tem dúvidas sobre o uso de drogas, quer prevenir que seu filho não caia nessa e ainda trocar idéias com profissionais da área, a dica é procurar, em Blumenau, o Programa Educacional de Resistência às Drogas (Proerd) para Pais. O prazo de inscrições para integrar a terceira turma do curso, promovido pela Polícia Militar, termina hoje. Ficou interessado? Então, corra para garantir uma das 30 vagas.

O Proerd é uma atividade educacional, para informar os pais e, com isso, promover o diálogo com os filhos. Pretende-se também evitar a violência decorrente do consumo e da venda de drogas. De acordo com a PM, durante o curso os pais aprendem a identificar os diferentes tipos de entorpecentes e como eles agem no organismo.

– As perguntas são respondidas em sala de aula com a participação dos próprios pais que colocam, muitas vezes, suas experiências e seus conhecimentos na discussão – explica o tenente Reginaldo Rocha de Sousa, um dos instrutores do programa.

1. Quais as drogas mais comuns entre jovens?

Maconha (droga ilícita), álcool e cigarro (drogas lícitas).

2. Como perceber que os filhos estão envolvidos com drogas? Quais os sinais de alerta para os pais?

Alguns sinais e sintomas do uso de drogas são: mudança repentina no círculo de amigos de seu filho; mudança nas notas ou no comportamento escolar; comportamento evasivo e mentira; reação exagerada à critica suave ou a pedidos simples; perceptível indisciplina; perda repentina de interesse nas atividades familiares; mudança no discurso e nos padrões de vocabulário; mudança no padrão do sono.

3. Conversar sobre drogas com os filhos pode despertar neles a vontade de experimentar?

Não, desde que a conversa seja clara.

4. Como falar sobre o assunto com os filhos? Os pais precisam esperar os filhos puxarem o assunto ou a iniciativa deve partir dos pais?

A iniciativa de uma conversa sobre este assunto deve sempre partir dos pais. Eles devem esclarecer aos filhos os problemas que poderão ocorrer se eles tiverem envolvimento com drogas. Para isso, é preciso falar claramente sobre o assunto, para que os filhos não tenham dúvidas.

5. Qual a diferença entre as reações provocadas pela maconha, pelo crack e pela cocaína?

Isso dependerá muito de cada pessoa e da forma como ela usa cada tipo de droga. Normalmente, a cocaína e o crack provocam euforia, irritabilidade, paranóias. A maconha deixa os olhos avermelhados e a boca seca, pode causar sonolência, perda de memória e perda da sensação do tempo decorrido.

6. Como devo proceder se souber que meu filho está usando drogas? Qual a primeira atitude a ser tomada?

Ter uma conversa sempre muito clara e sincera é o melhor caminho.

7. Devo encaminhá-lo a um tratamento? E se ele negar?

O melhor tratamento estará sempre dentro da própria família, apoiando a pessoa através do diálogo e do carinho. Em casos mais graves, onde se necessite de uma intervenção clínica, aí sim a família deve buscar um tratamento específico.

8. Qual a influência dos amigos no uso de drogas? Os pais devem proibir os filhos de andar com determinadas pessoas, se desconfiarem da má influência?

A influência dos amigos sempre será forte, tanto nas coisas positivas como também nas negativas. Se os pais resolverem proibir o convívio dos filhos com determinadas pessoas, os motivos disso também devem ser explicados aos filhos.

9. Como saber se o filho é viciado ou se é um usuário eventual? Há risco em ser um usuário eventual?

A melhor forma de saber se o seu filho esta na dependência química é analisando os seus comportamentos. Sempre haverá o risco de ser um usuário eventual, porque uma droga pode provocar a curiosidade sobre outros tipos de drogas.

10. Se os pais já usaram drogas, isso pode predispor os filhos ao vício?

De uma certa forma, sim, principalmente pela influência com relação ao uso de drogas lícitas, como o álcool e o cigarro.

Fonte: soldado Luiz Antônio Batista, do Proerd da PM de Blumenau, e Secretaria Nacional Antidrogas

Serviço

Proerd Pais – Inscrições até hoje pelo e-mail 10bpmp5@pm.sc.gov.br ou pelo telefone 3221-7334. O curso começa segunda-feira, no 10º Batalhão de Polícia Militar. As inscrições também podem ser feitas na primeira aula.

São 30 vagas disponíveis.

Autor: Editoria Segurança
OBID Fonte: Jornal de Santa Catarina – SC