fbpx

Polícia na prevenção às drogas

Públicas e particulares: para a Polícia, todas as escolas têm que aderir a este trabalho. Não é só o trabalho repressivo que está sendo feito pela Polícia Civil. Policiais civis dão palestras em escolas.

A prevenção aliada à repressão. Essa é a principal diretriz da Divisão de Apoio ao Estudante (Dipre), ligada ao Departamento de Polícia Especializa (DPE), da Polícia Civil do Estado, quando o tema envolve o uso de drogas. Com palestras em escolas da Capital e do Interior, os policiais da Dipre, durante 2007 e até maio deste ano, levaram a mais de oito mil jovens e professores o alerta sobre os perigos que estão por trás do uso e venda de entorpecentes no Estado.

De acordo com o diretor do DPE, Jairo Pequeno, a preocupação da Superintendência não é apenas a repressão, mas também a prevenção. Ele afirma que apesar das dificuldades, como o número reduzido de profissionais, todo o esforço vale a pena para livrar jovens do mundo das drogas. “Atuamos em várias frentes. Damos apoio à Denarc (Delegacia de Narcóticos) na repressão, mas também estamos entusiasmados com o trabalho de prevenção realizado pelos policiais da Dipre”, destacou.

Participação

De acordo com informações do DPE, a maioria dos alunos que foram beneficiados com as palestras são de escolas públicas, mas escolas particulares também estão aderindo, o que a Polícia considera uma boa notícia. “É um problema que pode ocorrer em qualquer lugar”, salientou.

Walmir Albertino de Lima é delegado que está a frente da Dipre. “Não vamos nas escolas saber quem é dependente, quem é usuário, nossa intenção é mostrar os malefícios das drogas”, ressalta.
Autor: Editoria Polícia
OBID Fonte: Diário do Nordeste – CE