São Paulo ganha Coordenadoria de Atenção às Drogas

A cidade de São Paulo passou a contar a partir do dia 22 de julho de 2008, com a Coordenadoria de Atenção às Drogas, órgão vinculado à Secretaria Municipal de Participação e Parceria.

A criação foi feita por meio do decreto n° 49.795. O objetivo da Coordenadoria é canalizar ações e estratégias voltadas às questões relacionadas ao uso, ao abuso e à dependência de substâncias psicoativas lícitas e ilícitas na cidade de São Paulo.

Para este ano, de acordo com o coordenador, Luiz Alberto Chaves de Oliveira, estão programadas ações de maior fiscalização na venda e consumo de bebidas alcoólicas pela população de jovens e adolescentes.

Outra iniciativa prevê, ainda, a capacitação de conselheiros tutelares e de agentes de proteção social, que atuam junto a populações excluídas, como moradores de rua.

Dentre as atribuições da Coordenadoria de Atenção às Drogas estão o desenvolvimento de ações relativas à política municipal de atenção às drogas, a articulação intersecretarias e intra-secretarias necessárias à implementação das políticas municipais, além da criação e atualização de banco de dados centralizado, contendo informações sobre órgãos e ações no tocante às drogas, especialmente no Município de São Paulo e na região metropolitana.

A CRIAÇÃO DA COORDENADORIA DE ATENÇÃO ÀS DROGAS NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO, VEM FORTALECER O SISTEMA NACIONAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS SOBRE DROGAS (SISNAD).
Autor: Obid
OBID Fonte: Senad