São Paulo ganha Coordenadoria de Atenção às Drogas

A partir desta segunda-feira (04/08), o município de São Paulo passou a contar com uma Coordenadoria de Atenção às Drogas (CDR), da Secretaria Municipal de Participação e Parceria. A Secretária Nacional de Políticas sobre Drogas Adjunta, Paulina Duarte, participou da cerimônia de instalação da Coordenadoria de Atenção às Drogas, nesta segunda-feira e afirmou que a criação do órgão, vem fortalecer o Sistema Nacional de Políticas Públicas sobre Drogas – Sisnad.

A criação foi feita por meio do decreto n° 49.795, de 22 de julho de 2008. O objetivo da Coordenadoria é canalizar ações e estratégias voltadas às questões relacionadas ao uso, ao abuso e à dependência de substâncias psicoativas lícitas e ilícitas na cidade de São Paulo.

Para este ano, de acordo com o coordenador, Luiz Alberto Chaves de Oliveira, o órgão vai trabalhar na implantação do Programa de Combate à Venda Ilegal de Bebida Alcoólica e de Desestímulo ao seu Consumo por Crianças e Adolescentes no município de São Paulo, que entrou em vigor em 20 de julho. Outra iniciativa prevê, ainda, a capacitação de conselheiros tutelares e de agentes de proteção social, que atuam junto a populações excluídas, como moradores de rua.

Dentre as atribuições da Coordenadoria de Atenção às Drogas estão o desenvolvimento de ações relativas à política municipal de atenção às drogas, a articulação intersecretarias e intra-secretarias necessárias à implementação das políticas municipais, além da criação e atualização de banco de dados centralizado, contendo informações sobre órgãos e ações no tocante às drogas, especialmente no Município de São Paulo e na região metropolitana.
Autor: Senad
OBID Fonte: OBID