Software coíbe tráfico de drogas

A Polícia Federal (PF) lança hoje, em Brasília, um software nacional para combater o tráfico de drogas. O Sistema de Controle de Produtos Químicos (Siproquim), desenvolvido pela empresa brasileira Atech Tecnologias Críticas, servirá para a fiscalização de químicos que podem ser usados como insumos na produção de drogas. O lançamento será às 9h, no Ministério da Justiça.

O Siproquim está em teste desde fevereiro deste ano e, agora, entrará em operação integral. Segundo o chefe do Setor de Investigação de Desvios de Produtos Químicos da PF, delegado Rodrigo Avelar, o programa é “uma poderosa ferramenta” de investigação. “Trata-se de um sistema que, inserido numa moderna metodologia de trabalho, irá potencializar as ações policiais”, previu.

O software tem 16 módulos e, além de auxiliar a monitorar substâncias químicas, cobre toda cadeia produtiva, desde o fabricante até o vendedor, por meio de cruzamento de dados e identificação de indícios de irregularidades. Todas as empresas do setor têm que se cadastrar no sistema.

O controle é baseado em informações prestadas por essas empresas e pela PF, a partir dos dados obtidos, por exemplo, em operações de fiscalização. Há 20 mil empresas ativas no Siproquim, que tem apoio do Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (Unodc).
Autor: Editoria Política
OBID Fonte: Correio do Povo – RS