Pais e filhos contra as drogas

Passeio de bicicleta reúne centenas de pessoas em Londrina; o foco principal foram as crianças

A 6ª Pedalada de Londrina percorreu cinco quilômetros e terminou com sorteio de dez bicicletas

Gerson Matesco veio de Cambé com o filho, Gabriel: exemplo. Carlos Cobo com Otávio Henrique: “Sempre que posso, venho pedalar”

Combater as drogas através da união da família e do esporte. Esse foi o objetivo da 6 Pedalada Cidade de Londrina Contra as Drogas, realizada na manhã de ontem. O evento reuniu centenas de pessoas, que levantaram cedo e, debaixo de um sol forte, pedalaram cerca de cinco quilômetros, saindo da Avenida Higienópolis em direção ao Carrefour. A pedalada foi encerrada com um show de prêmios, que teve o sorteio de dez bicicletas.

De acordo com o organizador, Gervásio Gonzalez, a intenção é alertar o público sobre os perigos das drogas. “Nosso alvo principal são as crianças, que precisam aprender desde cedo que a droga não pode entrar na vida de ninguém”. Ex-dependente químico, Gonzalez sabe bem os riscos que as drogas oferecem. “Não quero que nenhum pai, nenhuma mãe passe pelo que os meus pais passaram. Consegui dar o primeiro passo e agora quero ajudar outras pessoas e a melhor maneira é começar pelas crianças”.

Gonzales ressalta que a união da família é fundamental para garantir o futuro dos jovens. “Fico muito feliz quando vejo uma cena como essa”, diz apontando para um pai com um filho pequeno na bicicleta. “É o bom exemplo que vai garantir que os jovens não entrem no mundo das drogas”.

Em bicicletas individuais ou mesmo as acopladas, os participantes fizeram festa durante todo o percurso, que foi acompanhado com carro de som equipado para apoio e ambulância. Por todo o trajeto, as pessoas eram chamadas a participar do evento; frases de efeito alertavam sobre os perigos do consumo de drogas.

Entre os participantes, o empresário Gerson Matesco, que veio de Cambé com o filho mais velho, Gabriel, de apenas dois anos e seis meses. Acomodado na cadeirinha da bicicleta, Gabriel aguardava a saída do passeio protegido com equipamentos de segurança, a exemplo do pai, que foi campeão de montain bike em várias categorias, em 95. “Sei da importância do esporte e procuro passar isso para meu filho. Gabriel está descobrindo as coisas e assimila o que é bom”.

Outro pai que fez questão de pedalar com o filho, Otávio Henrique, de dois anos, foi o administrador de empresas Carlos Cobo. “Desde que iniciou o projeto, há seis anos, sempre que posso, venho pedalar. Agora faço questão de trazer meu filho que, apesar de pequeno, já começa a entender as coisas”.

Para Cobo, o evento dá às famílias a oportunidade de ficar unida e serve como educação para todos. “Todos sabem que qualquer atividade esportiva ajuda o jovem a se afastar das drogas e esta é uma chance de participar com os filhos, fazer amizade com outras pessoas e educar a população, alertando sobre um problema tão sério que é a droga”.

Os organizadores recolheram alimentos que serão doados para a Bola de Neve Church, igreja localizada na região Oeste. Durante a semana um posto de arrecadação montado no Carrefour arrecadou 1.500 quilos de alimentos não perecíveis.
Autor: Dorico da Silva/Marta Ortega
OBID Fonte: Folha de Londrina – PR