SP: leilão de bens de traficantes rende R$ 575 mil

A Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania arrecadou nesta manhã R$ 575 mil no segundo leilão de bens de traficantes organizado pelo governo do Estado de São Paulo. Na comparação com a soma dos lances mínimos, foi atingido um ágio de 94,36%.

Foram leiloados 116 lotes entre carros, caminhões, motos e sucatas de veículos, além de eletroeletrônicos e jóias (relógios, correntes e outros acessórios). Cerca de 450 pessoas participaram do leilão e o maior lance saiu para um caminhão, vendido por R$ 60 mil.

“Com o leilão, o dinheiro conseguido de forma ilícita por traficantes de drogas acaba financiando atividades de combate, prevenção e tratamento ao uso de drogas pelo governo do Estado”, explicou Luiz Antonio Marrey, secretário da Justiça e da Defesa da Cidadania.

Os valores arrecadados são recolhidos ao Fundo Nacional Antidrogas (Funad), sendo que a distribuição é de 80% para o Estado de São Paulo (Segurança Pública, Justiça e Defesa da Cidadania e Ministério Público Estadual) e 20% ao governo federal.

Segundo o governo estadual, quem arremata um veículo não precisa se preocupar com o fato de o dono anterior estar envolvido com o tráfico de drogas. O veículo só é colocado à venda após determinação judicial e procedimento de inspeção e avaliação do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo (Detran-SP), que libera toda a documentação.

Em outubro de 2007, a secretaria realizou o primeiro leilão de bens de traficantes do Estado de São Paulo. Na ocasião, foram arrecadados R$ 240 mil com a venda de 57 veículos.
Autor:
OBID Fonte: Terra