Instituto vai estudar consumo de álcool como problema de saúde pública

O Departamento de Psiquiatria da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) criou o Instituto Nacional para Políticas Públicas de Álcool e Outras Drogas, que vai estudar o consumo de bebidas alcoólicas como problema de saúde pública. Além da relação entre bebidas e violência, o instituto deve verificar se a concentração de pontos de venda numa região potencializa este comportamento, segundo informações da própria universidade.

O novo instituto será liderado pela equipe da Unidade de Álcool e Drogas (Uniad) da Unifesp, contando com recursos de R$ 2,4 milhões para serem investidos em três anos. Além disso, a unidade pretende ainda ampliar o treinamento de especialistas no tema e aumentar a abrangência das pesquisas sobre a eficiência de políticas públicas para redução do consumo de drogas; particularmente sobre o álcool, principal problema de saúde mental do País.

De acordo com o coordenador do instituto, o psiquiatra Ronaldo Laranjeira, outro projeto é expandir dados sobre o perfil do consumidor de bebidas alcoólicas no País. Um dos responsáveis pela pesquisa Beber e Dirigir, Laranjeira também deve monitorar os resultados da Lei Seca, que se embasou neste estudo, segundo a Unifesp.
Autor: Seção Saúde
OBID Fonte: Site do UOL