Tabagismo dos pais: Cerca de 60% das crianças menores de 5 anos apresentam queixas respiratórias, diz estudo

A fumaça do tabaco no ambiente doméstico é o principal irritante do aparelho respiratório de crianças. Um estudo avaliou os fatores associados aos sintomas e às enfermidades respiratórias, assim como a principal fonte de exposição ao tabagismo no domicílio de 2.037 crianças menores de cinco anos de Cuiabá, Mato Grosso, Brasil.

A exposição ao tabagismo, doenças respiratórias e as características sociodemográficas foram obtidas, por entrevista, com os responsáveis pelas crianças. A prevalência de crianças com sintomas respiratórios foi de 59,9%, sendo maior para as que convivem com fumantes. A asma brônquica foi a doença que esteve mais fortemente associada com o tabagismo.

Outras variáveis que permaneceram associadas às doenças respiratórias foram: o nível socioeconômico, a escolaridade e ocupação da mãe, o distrito sanitário, faixa etária e sexo da criança, aleitamento natural e tabagismo dos moradores. As crianças pertencentes aos níveis socioeconômicos mais baixos e, expostas ao tabagismo dos moradores do domicílio, apresentam maior associação com a doença respiratória.
Autor: Seção Notícias
OBID Fonte: Portal do Coração