Polícia vai as escolas prevenir contra as drogas

A preocupação com o avanço do consumo de crack entre as diversas classes sociais e as mais diferentes faixas etárias – conforme divulgou o Diário do Nordeste em matéria especial, no último dia 15 – é um dos motivos que tem levado a Divisão de Proteção ao Estudante (Dipre), órgão da Polícia Civil do Estado do Ceará, a ampliar a oferta de cursos, palestras, seminários e oficinas em escolas públicas e privadas da Capital e do Interior, na área de prevenção ao uso de drogas.

A divisão existe desde 1993 e, atualmente, conta com seis instrutores que formam multiplicadores nas escolas da rede pública estadual e municipal e particulares. “O nosso público-alvo são, principalmente, jovens entre 12 e 18 anos, mas também orientamos educadores e familiares deles com relação à violência e ao uso indevido de drogas”, explica o delegado Carlos Alberto Germano Camelo, titular da Dipre.

Dependência

A Dipre procura alcançar alunos da Capital, Região Metropolitana e Interior do Estado. Quando casos de jovens já dependentes químicos são detectados, os instrutores os encaminham para instituições parceiras de tratamento. “Temos interesse em salvar vidas, resgatar estes jovens. Eles são encaminhados para instituições de tratamento que são parceiras com o nosso trabalho”, conta Germano Camelo.

Uma das maiores preocupações dos integrantes da Dipre, este ano, tem sido o bairro de Messejana, onde os índices de criminalidade assustam até mesmo as autoridades da Segurança Pública.

“É o segundo bairro mais violento da nossa Capital e tem um sério problema de tráfico e violência especialmente no Conjunto São Miguel”, explica o delegado.

Por essa razão, Camelo encaminhou ofícios para mais de 20 escolas da rede pública que ficam localizadas naquele bairro para que elas possam receber a equipe do Dipre.

“Encaminhamos em janeiro os documentos expondo o objetivo e a metodologia do nosso trabalho, mas, até o momento, nenhum diretor nos respondeu. Estamos esperando”, diz.

Segundo o delegado, há duas mais de 1.500 pessoas participaram de um evento realizado pela Divisão em Jijoca de Jericoacoara, no Litoral Oeste do estado (a 284Km de Fortaleza). “Lotamos o teatro local”, lembra o delegado, informando que o curso teve uma maciça presença de moradores daquela zona litorânea.

Curso

Os cursos ministrados pelos inspetores da Dipre com o objetivo de formar multiplicadores em prevenção às drogas têm um mínimo de 24 horas/aula. Dentro deles são tratados temas como prevenção, conhecimento científico sobre as drogas, tabagismo, alcoolismo, legislação sobre drogas e valorização da vida.

“Para os próximos meses, já temos visitas agendadas para as cidades de Morada Nova, Chorozinho, Morrinhos, Barbalha, Pedra Branca, Parambu, Mauriti, Escola Técnica de Maracanaú, Caucaia, Itarema e Cruz. Muitas cidades já têm solicitado o nosso serviço”, ressalta o diretor.
Autor: Nathália Lobo
OBID Fonte: Diário do Nordeste