Estudos indicam que população é hipertensa, obesa e bebe demais

Brasília (AE) – A população brasileira está mais obesa, mais hipertensa e abusa com mais frequência do consumo de bebidas alcoólicas. Dados da pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico (Vigitel) mostram que, entre 2006 e 2008, o porcentual de pessoas com obesidade passou de 16,1% para 19%. No mesmo período, a hipertensão saiu de 21,6% para 23,1%. O abuso de álcool, por sua vez, saltou de 16,12% para 19%.

“São indicadores preocupantes”, afirma Otaliba Libânio de Morais Neto, da Secretaria de Vigilância em Saúde e um dos coordenadores do trabalho. Obesidade e hipertensão são dois importantes fatores de risco para uma das categorias de doenças que mais mata no País, as do aparelho circulatório. O consumo de bebida em excesso está associado a violência e acidentes de trânsito.

O trabalho, feito por meio de entrevista telefônica com 54.353 pessoas ao longo de 2008, detectou um aumento importante do consumo abusivo de álcool entre as mulheres: 10,5% bebem exageradamente. A tendência é mais marcante entre o grupo com maior escolaridade. No grupo entre 12 anos ou mais de estudo, 12,5% disseram haver bebido mais de quatro doses de bebida, em uma única oportunidade, o que caracteriza consumo abusivo.

Homens

Apesar do aumento importante, os homens são os que mais abusam do álcool. Em 2008, 29% revelaram que, no mês anterior à pesquisa, haviam bebido, em uma só oportunidade, mais de cinco doses de bebida – o que caracteriza o consumo em excesso no grupo masculino.
Autor: Wilson Dias
OBID Fonte: A Crítica