Condomínios vão ter cartilha

Nem os mais de 27 mil condomínios residenciais escaparam da lei de tolerância zero ao fumo. Os prédios, de acordo com o Sindicato da Habitação (Secovi), terão de se adaptar à nova legislação, já que ficará proibido o fumo em salões de festas, jogos e academias de ginástica, por exemplo. Já nos prédios comerciais, segundo a entidade, os fumantes terão de ir para a rua. O Secovi informou que estuda fazer uma cartilha de orientação para os síndicos.

“A lei fala claramente que em áreas comuns de condomínios, como o salão de festas, que estejam parcialmente fechadas, o fumo está proibido. Então, para mim, até os halls de elevadores estão condenados”, afirmou o diretor de condomínios do Secovi São Paulo, Sérgio Meira de Castro Neto, que é a favor da nova lei.

Ele, porém, acredita que o fumo será liberado nas áreas abertas entre a portaria e os elevadores. Para Castro Neto, os cinzeiros espalhados pelos prédios terão de ser mudados de lugar para atender a nova legislação. “Tirar totalmente o cinzeiro não sei se é o melhor caminho. Às vezes as pessoas entram nos prédios, mas não podem fumar no hall por conta da lei. O ideal seria colocá-lo na porta de entrada do prédio.”

Segundo Castro Neto, a adaptação às novas regras ficará a critério de cada síndico. O diretor recomenda que eles coloquem circulares pelos prédios para informar os moradores sobre as mudanças que serão feitas nos edifícios. Outra orientação é colocar placas, em locais de fácil visão, informando os locais onde é permitido ou não fumar.
Autor: Editoria Cidade
OBID Fonte: Jornal da Tarde