Tabagismo é um fator de risco para degeneração macular e cegueira, diz estudo

A Degeneração Macular Relacionada à Idade (DMRI) é a principal causa de cegueira irreversível entre as pessoas idosas, atingindo ¼ dos indivíduos com mais de 75 anos. Estima-se que 5 milhões de brasileiros apresentem DMRI em pelo menos um dos olhos. A doença é mais comum em mulheres brancas e de olhos claros. O termo degeneração macular aplica-se a todas as doenças da visão que surgem com o decorrer do tempo.

A DMRI atinge a região central da retina dos olhos, responsável pela percepção de cores, formas e detalhes. A doença diminui a acuidade visual.A retina apresenta um metabolismo celular muito intenso, produzindo uma grande quantidade de substâncias (“lixo celular”) que afetam a mácula.

Entre os principais fatores de risco para a DMRI temos, além da idade, o histórico familiar e o tabagismo. Uma pesquisa realizada pela Universidade de Wisconsin (Estados Unidos) acompanhou cerca de 5 mil pessoas com 43 até 84 anos de idade, e demonstrou que os fumantes apresentavam 47% a mais de chance de desenvolver a doença. Embora seja um assunto controverso, acredita-se que a hipertensão arterial, o excesso de peso e a elevação do colesterol no sangue, também possam influenciar no surgimento e evolução da doença.

Certas mudanças de hábitos como a cessação do tabagismo, utilização de óculos com filtro para raios ultravioleta e uma rica em peixes, nozes, frutas e legumes, podem ajudar na prevenção e no tratamento da doença. O controle da pressão arterial, peso e dos níveis de colesterol também são desejáveis. O tratamento medicamentoso da DMRI consiste na aplicação de injeções nos olhos (intravítreas).
Autor: Seção Paciente
OBID Fonte: Portal do Coração