Imposição da lei reduz número de adolescentes fumantes nos EUA

A imposição rigorosa das leis sobre a venda do tabaco, incluindo o uso de pessoas se passando por compradores menores de idade, reduziu significativamente a taxa de fumantes entre adolescentes, conforme descobriu um novo estudo. Escrevendo na publicação BMC Public Health, pesquisadores dizem que as chances dos alunos da 10ª série dos EUA (equivalente ao segundo ano do ensino médio no Brasil) se tornarem fumantes regulares caíram 20,8% desde que o governo federal começou a exigir dos estados o reforço na proibição do cigarro a menores.

Os pesquisadores, conduzidos pelo Dr. Joseph R. DiFranza, da Escola de Medicina da Universidade de Massachusetts, baseou suas descobertas numa pesquisa com mais de 16 mil adolescentes e revisão de leis antifumo em 36 estados.

Em 1996, segundo o estudo, foi sancionada uma lei federal, conhecida como a Emenda Synar, que pressionava os estados a conduzir compras-teste para descobrir quais estabelecimentos estavam cumprindo a proibição de venda a menores e para multar os que violassem a lei. “Embora alguns estados tenham agido por iniciativa própria”, escrevem os autores, “não há dúvidas de que a Emenda Synar, com suas ameaças de penalidade aos estados, foi a principal motivadora para uma imposição mais rigorosa de suas leis”.

Quanto mais os estabelecimentos cumpriam a lei, segundo descobriu o estudo, menos alunos da décima série respondendo à pesquisa relatavam fumar diariamente. Tornar os cigarros mais difíceis de conseguir afeta tanto os fumantes regulares, compradores dos próprios cigarros, quanto os ocasionais – já que os fumantes regulares se tornam menos propícios a compartilhar, disse o estudo.
Autor: Seção Ciência e Saúde
OBID Fonte: SIte G1