Como largar o cigarro

Porto Alegre conta com grupos de apoio em unidades de saúde que auxiliam na hora de parar de fumar. Além de ser o responsável pela morte de 23 pessoas a cada hora no país, o cigarro vem prejudicando a saúde financeira de muita gente: o preço do maço no Brasil é um dos mais caros do mundo.

Se a preocupação com a saúde e as imagens chocantes impressas nas carteiras de cigarro não têm sido suficientes para que os tabagistas abandonem o fumo, talvez a recente elevação dos impostos sobre o produto – que colocou o Brasil no terceiro lugar no ranking de 22 países que têm os cigarros mais caros – possa reverter a situação. Para sensibilizar sobre os males causados pelo cigarro, a Organização Mundial da Saúde (OMS) criou, em 1987, o Dia Mundial sem Tabaco, comemorado amanhã.

Sobre a decisão de abandonar o cigarro, a médica Elaine Segura, especialista em dependência química e integrante da equipe do Programa de Tabagismo do Hospital Conceição, avalia:

– A pessoa precisa estar motivada. Isso pode acontecer por um pedido de um familiar, por causa de uma doença ou para se ter melhor qualidade de vida.

Depois de três tentativas de deixar o cigarro, foi um grande susto que fez o técnico administrativo Carlos Alberto Rodrigues Oliveira, 40 anos, fumante por 24 anos, a largar o cigarro, decisão tomada há quatro anos.

– Estávamos jogando futebol quando um amigo, também fumante, infartou – lembra o técnico administrativo, que também cita a preocupação com a saúde e o pedido das filhas.

Desde que entrou no Programa do Tabagismo do Hospital Conceição, em 2005, ele comemora a cada dia a vitória por ter abandonado o vício:

– Se hoje estivesse fumando, certamente já teria problemas de saúde.

Onde encontrar ajuda para abandonar o fumo

Para quem quer deixar o vício, em Porto Alegre há os Grupos de Apoio ao Tabagista em funcionamento em algumas unidades de saúde. Para participar, o fumante precisa consultar com o clínico-geral no posto onde há o serviço.
O médico identifica o perfil do paciente e vê se há necessidade de prescrever medicação, fornecida pelo Ministério da Saúde. Em 2008, 1.809 pessoas participaram dos grupos.

São quatro encontros com temas definidos. Depois disso, o paciente passa para a manutenção e pode continuar participando das reuniões. No trabalho de prevenção, nas gerências distritais há os núcleos de atenção à criança e ao adolescente, que abordam, entre outros temas, o tabagismo.

ONDE HÁ GRUPOS DE APOIO

– CS Bom Jesus (Rua Bom Jesus, 410)
– UBS Chácara da Fumaça (Estrada Martim Felix Berta, 2.432)
– CS Vila dos Comerciários (Avenida Moab Caldas, 400)
– Jardim Itu (Rua Biscaia, 39)
– PSF Lomba do Pinheiro (Estrada João de Oliveira Remião, 5.120)
– UBS Morro Santana (Rua Marieta Menna Barreto, 210)
– PSF Jardim Protásio Alves (Rua das Violetas, 2, esq. Rua Primavera, 33)
– CS Santa Marta (Rua Capitão Montanha, 27)
– UBS Calábria (R. Gervásio da Rosa, 51)
– UBS Cristal (Rua Cruzeiro do Sul, 2.702)
– CS IAPI (Rua Três de Abril, 90)
– US Jardim Leopoldina (Rua Orlando Aita, 130)
– CS Modelo (Rua Jerônimo de Ornelas, 55)
– UBS Panorama (Estrada João de Oliveira Remião, 6.505)
– PSF Santa Cecília (Rua São Manoel, 543)
– UBS Beco do Adelar (Av. Juca Batista, 3.480)
– US Farrapos (R. Engº Graciano Camozzato, 185)
– US Parque dos Maias (Rua Francisco Galecki, 165)
– US Coinma (Rua República do Peru, 380)
– US Vila Floresta (Rua Conselheiro D’Ávila, 111)
– US São Cristóvão (R. Cel. Ricardo Kelleter, 137)
– US Tronco (Rua Nossa Senhora do Brasil, 565)
– UBS Costa e Silva (Rua Dante Ângelo Pilla, 385)
– US Nossa Senhora Aparecida (Rua Senhor do Bom Fim, 954)
– UBS Bananeiras (Avenida Coronel Aparício Borges, 2.494)
– UBS Rubem Berta (R. Wolfram Metzler, 675)
– PSF Barão de Bagé (Rua Araruama, 487)
– Santa Casa (Rua Prof. Annes Dias, 295)
– UBS Tristeza (Avenida Wenceslau Escobar, 2.442)
– UBS Restinga (Rua Abolição, 850)
-Também existe o Programa do Tabagismo do Hospital Conceição. Há duas formas de acesso: via interconsulta (para pacientes que já são atendidos por especialistas do hospital) ou via Central de Marcação de Consultas. Para isso, fumantes devem ir a um posto de saúde e solicitar encaminhamento.
Autor: Roberta Schuler
OBID Fonte: Zero Hora