Ministério da Saúde promove Ampliação do Acesso ao Tratamento e Prevenção em Álcool e Outras Drogas

O Governo pretende investir cerca de R$ 117,3 milhões para ampliar o acesso às ações de prevenção e tratamento relacionados ao uso indevido destas substâncias. De acordo com o ministro da saúde, José Gomes Temporão, a meta do PEAD é garantir uma oferta de cobertura ambulatorial nos 108 municípios prioritários até 2010.

Com o PEAD, o governo pretende intensificar, ampliar e diversificar as ações de prevenção e de tratamento nas capitais, nos municípios com mais de 250 mil habitantes e em oito municípios da região de fronteira.

Como público alvo, o Plano Emergencial pretende alcançar as crianças e adolescentes em situações consideradas vulneráveis, promovendo uma resposta adequada e sensível de acordo com o ambiente cultural no qual se inserem.

Do total de recursos disponibilizados, R$ 76,6 milhões serão destinados a novas ações especificas de combate ao uso de álcool de drogas. Outros R$ 21 milhões serão destinados ao reestruturamento da rede atual, com ampliação dos centros de atenção psicossocial (CAPS) já existentes.

O coordenador nacional do Programa de Saúde Mental do Ministério da Saúde, Pedro Gabriel Delgado enfatizou a parceria da SENAD na capacitação de todos os profissionais envolvidos, além da cooperação internacional com outros países e da promoção de debates com a mídia.

Durante a cerimônia, Temporão assinou um protocolo de intenções com o representante do escritório das Nações Unidas sobre drogas e crime (UNODC) Brasil e Conesul, Giovanni Quaglia, e enfatizou a importância de todos os parceiros envolvidos no projeto.

A Senad é um destes parceiros, articulando e coordenando as atividades de prevenção do uso indevido, a atenção e a reinserção social de usuários e dependentes de drogas, além de capacitar atores sociais que trabalhem diretamente com o tema drogas.
Autor: SENAD
OBID Fonte: SENAD