Capital recebe reforço na prevenção contra o crack

Uma nova trincheira na batalha contra a dependência do crack e de outras drogas será aberta na zona norte da Capital na próxima semana. Conquistado no Centro de Saúde IAPI graças a uma aliança entre prefeitura e Hospital Mãe de Deus, o espaço estará aberto 24 horas para atender as vítimas.

O plantão de emergência em saúde mental e o Centro de Atenção Psicossocial Álcool e Drogas (Caps) serão inaugurados, na segunda-feira, pela Secretaria Municipal de Saúde com uma peculiaridade. Os dois novos serviços se completam por oferecer desde o atendimento emergencial até o tratamento a médio prazo. Estratégia que promete ampliar a ajuda aos dependentes químicos e a suas famílias.

– O plantão terá 15 leitos para atender àquele dependente em surto e que, muitas vezes, tem de ficar acorrentado em casa para fugir da droga. – afirma o secretário municipal da Saúde, Eliseu Santos.

O local ocupa 400 metros quadrados e tem 14 leitos de observação para permanência por até 72 horas em isolamento para os pacientes agudos. A desintoxicação ambulatorial também será oferecida no Caps, com dois leitos, onde haverá trabalhos em grupo, oficinas, consultas com psiquiatras e psicólogos, entre outros profissionais.

O plantão estará aberto 24 horas. Já o Caps atenderá no mesmo horário de funcionamento do Centro de Saúde IAPI, de segunda a sexta-feira, das 7h às 18h. Segundo o secretário, novos leitos para dependência química serão abertos nos próximos meses na Capital, sendo 30 deles no Hospital Espírita.

– Também está bem encaminhada a compra do Hospital Maia Filho, fechado depois da falência. Com apoio da sociedade, por meio de parcerias, queremos oferecer lá mais de cem leitos, atendendo também à demanda do Interior – diz Santos.

* Título alterado pelo portal OBID
Autor: Editoria Metropolitana
OBID Fonte: Zero Hora