Cigarro já mata 20%

Estimativas da Secretaria Municipal de Saúde mostram que cerca de 20% das quase 6 mil mortes ocorridas em Campinas todo ano são causadas pelo hábito de fumar. Esses óbitos estão relacionados a doenças dos aparelhos cardiovascular e respiratório, além de vários tipos de câncer. A entrada em vigor na próxima sexta-feira da lei estadual antifumo pretende mudar esses números no futuro.

A lei bane o uso de cigarro e derivados de tabaco em ambientes coletivos, total ou parcialmente fechados, em todo o Estado. A proibição vai abranger áreas internas de restaurantes, casas noturnas, ambientes de trabalho, táxis e áreas comuns fechadas de condomínios.

O texto da lei não prevê punição ao fumante infrator, mas os estabelecimentos poderão ser multados e até interditados.

O valor das penalidades começa em R$ 792,50 e aumenta em caso de reincidência. Em Campinas, um levantamento de 2008, mostrou que 23% da população acima de 18 anos era fumante. Entre os homens, a prevalência era de 25%. Entre as mulheres, era de 21%. Dos fumantes, 85% iniciaram-se no tabagismo antes dos 20 anos e 42,5% antes dos 15 anos. A intenção é de que esses números possam ser reduzidos.
Autor: Editoria Cidade
OBID Fonte: Diário do Povo