Tratamento contra o tabagismo é ampliado

O Programa de Saúde da Família (PSF) foi escalado pelo governo de São Paulo para tentar contornar a deficiência do serviço prestado ao fumante. Ontem, durante evento em comemoração de um mês da lei antifumo – em vigência no Estado desde o dia 7 de agosto – a Secretaria de Estado da Saúde afirmou que as 3.100 equipes que têm a função de realizar atendimento de porta em porta no controle de problemas básicos como hipertensão, serão treinadas para oferecer auxílio antitabagista.

“A lei defende a saúde. Porque o cigarro mata. Mas antes ele degrada”, disse o governador José Serra.”Depois que a lei entrou em vigor, aumentou a procura nos serviços públicos para parar de fumar”, disse o secretário de saúde, Luiz Roberto Barradas.
Autor: Fernanda Aranda
OBID Fonte: Jornal da Tarde