71% dos estudantes com idades entre 13 e 15 anos já consumiram álcool

A maioria dos estudantes do 9° ano do ensino fundamental que estudam em capitais já experimentou bebida alcoólica. Segundo a Pesquisa Nacional da Saúde do Escolar, divulgada pelo IBGE nesta sexta-feira, 71% dos alunos experimentaram bebida, 24% fumaram cigarro e 9% já usaram drogas alguma vez na vida.

Apesar de algumas diferenças, não houve distância significativa entre meninos e meninas. Do total de alunos, 22% disseram já haver se embriagado. As festas são os locais mais comuns para contato com a bebida (37%), seguido de lojas (19%) e até a própria casa (13%).

Estudantes das escolas públicas estiveram mais expostos ao cigarro do que os das escolas privadas (25% contra 18%), e, em comparação, um número maior afirmou ter pelo menos um dos pais fumantes (33% contra 24%). Mas mais alunos de escolas privadas disseram ter experimentado bebida (76%) em comparação com os das públicas (70%).

Curitiba (PR) é a cidade com mais estudantes que disseram ter experimentado cigarro, bebida ou drogas.

Questionados sobre qual seria a reação de sua família, 95% disseram que ela se importaria muito caso soubesse do cigarro, e 94% caso soubesse da bebida.

A pesquisa consultou 60.973 alunos do 9° ano do ensino fundamental em 1.453 escolas públicas e privadas de todas as capitais e do Distrito Federal. A idade média dos estudantes variou entre 13 e 15 anos –10% tinham mais de 16 anos. Quase 80% dos alunos estudavam em escolas públicas e o restante em particulares. O IBGE estima que 618 mil jovens cursam a 9ª série em todo o Brasil.

Pesquisa
A Pesquisa Nacional da Saúde do Escolar reúne informações sobre as condições de vida do estudante. É a primeira pesquisa da história do IBGE em que os próprios entrevistados responderam ao questionário nos computadores de mão –geralmente eles respondem as perguntas feitas pelos entrevistadores, que anotam os dados. Segundo o IBGE, isso deu mais privacidade aos estudantes para responderem questões sobre violência, uso de álcool e drogas e comportamento sexual.
Fonte:24 Horas News/ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)