Dependentes químicos serão tratados em antigo motel em SP

O prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab (DEM), inaugurou parcialmente nesta sexta-feira um centro público para recuperação de dependentes químicos nas instalações de um antigo motel da região do bairro Heliópolis, zona sul de São Paulo. De acordo com a prefeitura, o motel, que funcionou cerca de 40 anos no local, foi desapropriado por ter sido construído em um terreno público. A prioridade para o atendimento será dado aos dependentes químicos da região da cracolândia, no centro de São Paulo.

O local, que está em fase de adaptação das instalações, vai utilizar as antigas suítes, além das garagens, como leitos. Dos 80 leitos previstos, 20 foram entregues nesta sexta-feira. “Da região da Luz, a gente tem a expectativa de transferir para cá um número grande de pacientes. É evidente que esse equipamento não será suficiente, porém, em um primeiro momento, vai ajudar”, diz.

Quando os 80 leitos estiverem em funcionamento – a previsão da Prefeitura é que isso aconteça em abril -, haverá oito destinados para crianças, 32 para adolescentes e 40 para adultos. Os 20 primeiros leitos são para homens.

O centro de tratamento está instalado em uma área 7,5 mil m², e o atendimento será feito em parceria com o Hospital Samaritano. O investimento inicial está previsto em R$ 5,5 milhões, e o custo mensal deverá girar em torno de R$ 1,5 milhão.

Entre as principais metas do novo centro está o tratamento para os dependentes de álcool e outras drogas, como o crack. De acordo com dados da Secretaria Municipal da Saúde, cerca de 90% dos usuários de drogas como cocaína e crack também são dependentes de álcool. Kassab afirmou que outras iniciativas do gênero, de desapropriação de edificações em locais públicos, serão consideradas para a criação de novos equipamentos de saúde.
Fonte:Terra/ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)