Resíduos na casa e no carro de fumantes podem aumentar os riscos de câncer

Segundo estudo recentemente publicado na revista científica Proceedings of the National Academy of Sciences. De acordo com especialistas, os resíduos liberados pelo cigarro em tapetes, cortinas e estofados podem reagir com substâncias químicas comuns no ar para formar substâncias causadoras de câncer.

Os pesquisadores destacam que o “tabagismo de terceira mão” – como chamam esse tipo de exposição – pode ser especialmente prejudicial para bebês e crianças de forma geral, pois eles tendem a ter mais contato com as superfícies contaminadas por engatinharem e pelas brincadeiras em casa.

No estudo, os cientistas avaliaram o comportamento da nicotina em contato com um poluente comum no ar de ambientes fechados, chamado ácido nitroso, encontrado principalmente dentro dos carros de fumantes. De acordo com os especialistas, a nicotina liberada no ato de fumar permanece por semanas ou meses em diversas superfícies em ambiente fechado e, ao interagir com o ácido nitroso, forma compostos carcinogênicos chamados nitrosaminas específicas do tabaco.

Nos testes, os cientistas encontraram “níveis substanciais” desses compostos causadores de câncer dentro do veículo de fumantes, mesmo duas horas depois de o participante ter fumado. E, os resultados indicaram que essa exposição, ao tocar em superfícies contaminadas, pode representar um risco para a saúde das pessoas.
Fonte:Blog Boa Saúde/ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)