União antidrogas

Foram anunciados ontem, na Câmara de Vereadores, durante o Fórum de Prevenção e Recuperação Química de Piracicaba, os esforços para a concretização da coalizão de combate e prevenção contra o álcool e outras drogas. A população deve ganhar ainda uma cartilha e site com orientações sobre o tema.

Em breve, também, a Prefeitura espera inaugurar um espaço para orientação sobre os recursos e apoio para dependentes e seus familiares.“A criação do local já foi anunciada pelo prefeito Barjas, agora só falta a escolha do endereço”, afirma Geci de Souza Fontanella, voluntária do Amor-Exigente e presidente do Conselho Municipal sobre Álcool e Outras Drogas.

INICIATIVAS

O passo mais importante agora, conta Geci, é a coalizão entre os setores de atendimento às crianças, voluntários, organizações culturais, educação primária e secundária, governo, profissionais de saúde, ensino superior, serviços sociais, agentes de lei, mídia, pais e familiares, empresas do setor privado, organizações religiosas, idosos, jovens, organizações de atendimento aos jovens e outras e entidades ligadas à prevenção.

“É muito importante que as pessoas queiram trabalhar. Também precisam se sensibilizar com o problema para as ações serem efetivas”, diz Geci. Ela revela números assustadores levantados por Neide Zanelatto – da Unidade de Álcool e Drogas da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). “Um milhão de crianças de seis a 14 anos são dependentes de drogas no país. Essa realidade precisa mudar”.

Para o vereador Bruno Prata, o fórum trabalha paralelo às atividades das ongs, escolas públicas e privadas e entidades, para achar um caminho de prevenção e mostrar o lado bom que é viver sem droga. “Já a coalizão comunitária é um meio para fecharmos todas as áreas geográficas e desenvolver ações e identificar problemas isolados.”

LANÇAMENTOS

O site com informações sobre as ações na cidade deve ficar pronto em dois meses. Já a cartilha, explica a voluntária, será entregue no sábado 19 de junho – dia da caminhada de sensibilização para os problemas e divulgação dos trabalhos realizados para uma sociedade livre de álcool e outras drogas.

O próximo forúm acontecerá no dia 16 de março. O convite é extensivo a toda população. “Vamos pedir a participação do Poder Judiciário para fortalecer as ações”, afirma Geci.

PIRACICABA

A Polícia Civil, por meio da Dise (Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes), tirou de circulação no ano passado, 152 quilos de drogas. Do total de entorpecente apreendido, segundo o delegado Wilson Lavorenti, 20 quilos eram maconha. Os outros 132 envolvem crack, pasta-base de cocaína ou cocaína refinada.

NÚMERO

1 milhão de crianças de 6 a 14 anos são dependentes.
Fonte:Gazeta de PiracicabaABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)