SMS alerta sobre excesso na ingestão de álcool

Problemas como consumo de bebidas alcoólicas passa a ser prioridade na preocupação com a saúde quando o assunto é carnaval. A maioria dos uberabenses já se prepara para cair na festa desta semana, mas todos os anos se veem acidentes durante esta época. Entre as causas estão o sono ao volante, o excesso de velocidade ou por embriaguez.

A conclusão unânime é a dos males que o álcool pode causar ao corpo. O abuso provoca a degeneração do fígado e origina doenças como câncer, cirrose hepática e hepatites, além de desgastar o organismo.

No carnaval, ocorre aumento importante no consumo de bebidas alcoólicas. Por isso, a Secretaria Municipal de Saúde vai promover ação no CentroPark, no domingo, 14, e na terça-feira, 16. “As pessoas não encaram o problema do alcoolismo como uma questão de saúde pública, mas é importante se preocupar com o excesso, pois ele é o causador de violências, acidentes de trânsito e, por elevar a libido das pessoas, acaba facilitando a transmissão de DSTs, porque, alteradas, as pessoas se esquecem de usar camisinha”, afirma a diretora do Departamento de Atenção Básica em Saúde, Fernanda Carolina Camargo.

Profissionais da saúde vão oferecer informações sobre o consumo correto de álcool. Uma dica bem simples, segundo Fernanda, é ter em mente que o ideal, analisado como seguro, é: “para mulheres e idosos, a dose padrão diária aceitável é em torno de 12 gramas, o que corresponde a uma lata de cerveja, por exemplo. Para o homem, pode chegar ao dobro, 24 gramas, ou duas latas”, afirma.

Porém, é uma quantidade que, com certeza, gera resistência das pessoas, que veem neste tipo de evento uma oportunidade de beber o suficiente para ficarem relaxados e “alegres”. “Sabemos dessa resistência, porque as pessoas acreditam que o uso abusivo de álcool é a única forma de lazer e diversão e de elevar sua própria autoestima. Mas é preciso perceber que não é bem assim, já que o excesso pode causar vários problemas”, completa Fernanda. O abuso, nesta época do ano, leva a quadros de intoxicação alcoólica, caracterizada por náuseas, vômitos, diarreia, dor abdominal, desorientação e mesmo coma.

Mais informações sobre o atendimento que será oferecido durante o carnaval ou fora desse período, no Centro de Atenção Psicossocial ao Álcool e Drogas, pelo telefone (34) 3331-2747.
Fonte:Jornal da Manhã/ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)