Chocolates com bebidas alcoólicas podem interferir nos limites permitidos para dirigir?

No caso de bombons com licor, a quantidade de álcool presente em uma unidade do produto está abaixo do limiar detectável pelo bafômetro (aproximadamente 0,04g/L/unidade), segundo dados relatados pelo CISA – Centro de informação sobre Saúde e Álcool. Porém, o consumo de maiores quantidades pode ser detectado.

No Brasil o teste do bafômetro admite um índice de tolerância de 0,2 gramas de etanol por litro de sangue (0,2 g/L), o equivalente a 0,1 mg de etanol por litro de ar alveolar expirado.

Relatos do CISA destacam que o álcool exerce seu efeito independentemente de sua forma de apresentação. Apesar do risco de uma pequena concentração de álcool ser detectada, em função da ingestão de certos medicamentos ou alimentos, a recomendação científica é que o teste (bafômetro) seja repetido depois de 15 minutos da primeira tentativa, eliminando possíveis interferentes.

É importante considerar que, em média, o álcool é depurado a uma velocidade de 0,15 g/l/hora, de tal forma que uma pequena dose de 0,2 g/l (correspondente, aproximadamente, a um copo de chopp ou cerveja; uma taça de vinho; meia dose de uísque, pinga ou outros destilados) levaria cerca de uma hora e meia para ser totalmente eliminada.

O consumo de bebidas alcoólicas deve ser consciente e moderado. Se beber, não dirija!
Fonte:Expresso MT/ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)