Drogas são tema de encontro

Crato. Música clássica, artes plásticas, rock, grafitagem, cinema e as mais diversas formas de manifestação da arte estão reunidos na segunda edição do “Abriu pra Juventude”, que está sendo realizado no Crato. O evento este ano priorizou como tema de discussão o uso de drogas. O Seminário Droga de Crack deu ênfase principalmente ao uso desse entorpecente que tem preocupado vários órgãos.

As discussões foram acaloradas e com uma participação efetiva, principalmente de jovens do Ensino Médio. A secretária de Cultura do Crato, Danielle Esmeraldo, afirma que a intenção, este ano, com o evento que está na sua segunda edição, foi dar uma atenção especial às artes, mas, no período em que a equipe da cultura se reunia, ela própria chegou a presenciar jovens e crianças na área do Centro Cultural do Araripe usando drogas e isso causou uma grande preocupação. “Temos que esclarecer, levar aos jovens, por meio de uma linguagem mais acessível, esse problema, e fazer com que eles reflitam”.

Junto dessa reflexão, foi elaborada uma intensa programação, que se estende até o dia 30 de abril. Este ano, a participação do público é estimado em cerca de 3 mil jovens, nas oficinas, palestras e eventos culturais. Neste dia 23, haverá uma grande caminhada pelas ruas do Centro do Crato, saindo da Praça São Vicente até o Centro Cultural do Araripe.

O tema “Um Grito de Alerta!, Fique Longe das Drogas” será levado às ruas, com a presença de um público de, pelo menos, 4 mil pessoas. Essa é a estimativa, conforme Danielle Esmeraldo. Na oportunidade, estarão reunidos grupos da cultura popular, artistas de teatro, músicos, educadores e a banda de música municipal. Um momento, segundo a secretária, de levar um alerta à sociedade sobre o problema do uso de drogas.

Mas, junto desse momento de reflexão, o exercício para a arte. Na abertura, um momento dedicado à música clássica, com a orquestra da Sociedade Lírica do Belmonte (Solibel). Em seguida, o pop rock do grupo “Los Caras”. Uma banda formada por jovens do município. Um aspecto importante é que praticamente toda a programação de apresentações culturais conta com jovens de projetos ligados à arte do próprio município. Eles passam a ser atores do processo, e também participam das oficinas. Várias esquetes teatrais e performances de dança também são apresentadas nos bairros da cidade.

No seminário, projetos do Crato voltados para jovens e combate às drogas estiveram reunidos. A participação do Desafio Jovem, Projeto Nova Vida, Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, além de depoimentos de uma mãe e um ex-usuário foram levados ao público, que teve a oportunidade de obter esclarecimentos a respeito de como se dá o vício e todos os percalços para poder deixá-lo, além das marcas que ficam pelo caminho.

Ano passado, o tema de enfoque foi a violência. Danielle Esmeraldo ressalta a importância de se iniciar algo diferenciado para prender a atenção do jovem e proporcionar a possibilidade de reflexão.

Enquete
O que você acha do evento?

“É uma forma de esclarecer os alunos que vêm participar e, com isso, a gente pode ter mais consciência em relação às drogas”
Rayane Figueiredo Dias
15 ANOS,
Estudante

“É muito bom que os jovens recebam informações positivas. Um evento como esse melhora a autoestima da gente e nos faz refletir”
Willer Alves
15 ANOS,
Estudante

“Os jovens precisam ter muita atenção em relação às drogas. O acesso é fácil, mas o vício traz muito sofrimento”
Pedro dos Santos Calheira
32 ANOS,
Educador social

MAIS INFORMAÇÕES
Secretaria de Cultura
Centro Cultural do Araripe, S/N
Crato – CE
(88) 3523.2365
Elizângela santos
Repórter
Autor: Elizângela santos
OBID Fonte: Diário do Nordeste