Vacina contra a dependência em testes

Os Estados Unidos estão a testar uma vacina que pretende revolucionar o tratamento da dependência de substâncias químicas como a nicotina e a cocaína.

Segundo o centro norte-americano de controlo de doenças existem cerca de 46 milhões de fumadores só nos Estados Unidos.

Numa tentativa de ajudar dependentes de substâncias químicas, o instituto americano que regula as questões ligadas ao consumo e abuso de drogas, está a investir milhões de dólares para desenvolver uma vacina. O composto já foi testado e os resultados foram positivos no que diz respeito ao consumo de tabaco. Só nos Estados Unidos existem cerca de 46 milhões de fumadores.

A vacina estimula o organismo a produzir anti-corpos que impedem a nicotina de chegar ao cérebro. Se a nicotina não chegar ao cérebro o fumador não tem a sensação e dependência que o leva a sentir necessidade de mais nicotina. Em 30% dos pacientes os resultados foram positivos.

Uma das médicas responsáveis pelo estudo acrescenta que a tecnologia utilizada para bloquear a nicotina poderá ser eficaz no tratamento de outras substâncias como cocaína, heroína e a canábis.

Se a eficácia da vacina for comprovada esta poderá ser comercializada dentro de dois ou três anos.
Fonte:visao.pt/UNIAD – Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas