Crack e tabagismo são temas de seminário da Educação em Florianópolis

A prevenção ao uso e abuso de drogas lícitas e ilícitas será abordada pela Secretaria de Educação de Florianópolis (SME), em seminário a ser realizado nos dias 17 e 20 de maio. O local será o auditório do Senac, localizado à Rua Silva Jardim, na Prainha. Inserida dentro do Programa Saúde na Escola, a iniciativa, em sua terceira edição, é coordenada pela Diretoria de Educação Inclusiva Continuada.

O objetivo é sensibilizar e capacitar profissionais da rede municipal de ensino na aquisição de informações científicas sobre as substâncias psicoativas, que agem no sistema nervoso central, onde altera a função cerebral e temporariamente muda a percepção, o humor, o comportamento e a consciência. O público alvo são professores de Educação Física e de Ciências, especialistas e diretores de unidades educacionais.

No dia 17, uma das palestras será “crack e seus aspectos psicoativos”, com Marcos Zaleski, médico psiquiatra da Clínica Belvedere, instituição que trata de usuários de entorpecentes. Jairo Brincas, membro do Conselho Municipal de Entorpecentes (Comen), vai falar sobre “drogas e legislação de proteção”.

No dia 20, o delegado da Polícia Federal, Santos Netto, abordará a questão “família no século XXI: com toda a comunicação moderna ninguém se fala dentro de casa”. O tabagismo será enfocado pelo médico psiquiatra Tadeu Lemos, especialista em dependência química. O médico Tadeu Soares falará a respeito de “alucinógenos: ciências e misticismo”.
Fonte:Portal da Ilha/ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)