Empresa deve ajudar funcionário a superar problema com bebidas

Advogado avalia que CLT, que prevê até demissão por justa causa, está ultrapassada

O consumo excessivo de álcool entre trabalhadores é um problema comum, mas a empresa precisa tomar atitudes adequadas ajudar o funcionário e não discriminá-lo. Primeiro, é necessário levar em consideração que a dependência química é uma doença e assim deve ser tratada. Segundo o advogado trabalhista José Antônio Cremasco, a empresa deve encaminhar o funcionário ao INSS.
A demissão por justa causa até está prevista na CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), mas para o advogado está ultrapassada e vai contra a Constituição.

Sobre os testes e exames para verificar o uso de drogas e álcool pelos funcionários, a empresa tem o dever de fazer isso de acordo com a atividade exercida, mas é importante que todos sejam tratados da mesma forma.

O advogado trabalhista disse também que, se todos os funcionários fizerem os testes para verificar o uso de drogas, quem se recusar pode até ser demitido por justa causa.
Fonte:EPTV/UNIAD – Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas