Brasil falha em estratégias para diminuir consumo de cigarros

O Brasil tem se destacado na adoção de imagens de advertência nos maços, entretanto a atualização da lei federal que acaba com os fumódromos avança lentamente no Congresso. Além disso, o acesso ao tratamento ainda é restrito e a política de preços e impostos sobre os cigarros precisa ser melhorada.

A consultora-sênior do programa Tobacco Free Initiative da OMS, Vera Lúcia Costa e Silva, avalia, em entrevista à BandNews FM, que o sucesso do combate ao tabagismo no Brasil depende de uma política integrada, envolvendo vários Ministérios.

Para o diretor-geral do Instituto Nacional do Câncer, Luiz Antônio Santini, as ações do governo são boas, mas precisam responder melhor às estratégias da indústria em relação a mulheres e jovens.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) já iniciou um projeto-piloto que poderá proibir a comercialização de alguns tipos de cigarro no país.
Fonte:eBand/ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)