Política sobre drogas é tema de debate

Mais uma reunião da Comissão Parlamentar Especial de Prevenção e Combate ao Uso de Drogas foi realizada na manhã de ontem. Desta vez, o encontro dos vereadores que participam do grupo contou representantes de diversas secretarias da Prefeitura de Juiz de Fora. O objetivo da ação, segundo o vereador que propôs a criação da comissão, Noraldino Júnior, é apresentar à toda a sociedade os planos do grupo, atrair a participação de outras entidades e conseguir o apoio das instituições, como o Poder Executivo. “O primeiro encontro foi feito com as polícias Federal, Militar, Civil e Rodoviária Federal, e agora a discussão envolveu os secretários. O próximo passo é envolver o Judiciário”, explica Noraldino.

De acordo com o gestor municipal de Saúde Mental, José Eduardo Amorim, a iniciativa é oportuna por tratar de um tema que precisa ser visto com mais atenção pela sociedade. “Temos que começar a agir desde já, para evitar chegar a uma situação irreversível. A expansão do crack na cidade já é um sinal de alerta”. O Secretário de Esportes, Renato Miranda, ressaltou a importância da integração de diversos setores na luta contra as drogas, mas destacou que é preciso investimento. “Muita gente acredita que o esporte, por si só, é capaz de tirar uma pessoa das drogas, mas isso não é verdade. Aliás, droga e o esporte têm uma relação complexa e paradoxal, a começar pelo que vemos nos casos de doping. Mas o esporte pode sim ser um instrumento de ajuda, desde que haja infraestrutura e profissionais capacitados.”

Dentre as propostas da comissão estão o projeto que pretende proibir a realização de eventos com bebida liberada na cidade e o que tem o intuito de inserir nas escolas uma disciplina voltada para a prevenção ao uso de drogas.
Autor: Da redação
OBID Fonte: Tribuna de Minas