Fumo passivo pode estar associado a doença psiquiátrica

O fumo passivo pode estar ligado a problemas psiquiátricos e maior risco de internação, segundo um estudo feito na Inglaterra.

Mais de 5.500 adultos não fumantes e 2.595 fumantes saudáveis foram questionados sobre perturbações psicológicas e seguidos por seis anos.

Não fumantes com nível mais alto de cotinina (marcador de nicotina) tinham mais risco de ter o problema do que aqueles com cotinina indetectável. Os mais expostos tiveram risco maior de hospitalização por doenças mentais.
Fonte:Folha de São Paulo/ABEAD(Associação Brasileira de Estudos do Álcool e outras Drogas)