Copa com moderação

A Poliícia Militar vai estar atenta aos motoristas nos dias de jogo do Brasil na Copa. O Comando de Policiamento de Trânsito já avisou que realizará blitze especiais nessas datas para flagrar quem insiste em dirigir depois de beber.

Como se sabe, nessas ocasiões, da mesma forma que no Carnaval, o consumo de bebida alcoólica aumenta. E, com ele, crescem os riscos de tragédias.

Os bloqueios vão ser montados depois das partidas e serão espalhados por toda a cidade. Haverá atenção especial para as áreas que concentram bares.

Será empregado o mesmo método de controle que tem apresentado bons resultados de uns meses para cá. Ao montarem uma blitz, os policiais pedem a todos os motoristas, ainda dentro do carro, que soprem o bafômetro.

Segundo o Comando da Polícia Militar, a ampliação dos testes é a melhor maneira de impedir o desrespeito à lei.

É a certeza de punição que força as pessoas a mudarem seu comportamento. Se a polícia fosse menos severa durante a Copa, perderia uma oportunidade importante na luta contra os efeitos do álcool ao volante.

Os motoristas precisam ter consciência, de uma vez por todas, de que não dá para beber e guiar.

As estatísticas já provaram que essa associação imprópria é uma das maiores causas de acidentes e mortes no trânsito.

Ao anunciar que vai reforçar a fiscalização, a polícia já ajuda a coibir os abusos. Muita gente vai pensar duas vezes, antes de pegar o volante, se tiver bebido.

Se quiser exagerar na comemoração ou afogar as mágoas de uma derrota, que o torcedor deixe o carro em casa. Assim, todo mundo sai ganhando.
Autor: Da redação
OBID Fonte: Agora São Paulo