Dependência de drogas provoca dramas familiares

Em Erechim, rapaz foi preso três vezes em menos de 24 horas por agressões a parentes

O flagelo das drogas provocou dramas familiares em duas cidades gaúchas. Enquanto em Pelotas dois irmãos gêmeos se acorrentaram na busca por tratamento de crack, em Erechim um jovem foi preso três vezes em menos de 24 horas em decorrência do vício.

Os dois gêmeos de 18 anos se acorrentaram no início da tarde de ontem à prefeitura. Usuários de drogas desde os 15 anos, os rapazes já passaram três vezes por unidades terapêuticas. No entanto, de acordo com a mãe, faltou acompanhamento depois da internação.

Segundo o secretário municipal de Saúde de Pelotas, Francisco Isaias, os jovens foram encaminhados para o Hospital Espírita e receberam medicação para passar o final de semana em casa, antes da avaliação, que deverá ocorrer na segunda-feira no Centro de Atenção Psicossocial (CAPS).

A avaliação vai apontar se existe necessidade de internação numa fazenda de reabilitação ou se o tratamento será realizado em casa. Segundo Isaias, os jovens já constavam na lista de espera da prefeitura para tratamento.

Em Erechim, no norte do Estado, a violência familiar gerada pelo uso de entorpecentes comoveu a comunidade. O drama da família Domingos, que vive sob a ameaça do filho usuário de drogas, começou às 3h20min de quinta-feira, quando Josuel Alves Domingos, 21 anos, agrediu o pai, Sedeni, 70 anos, no bairro Progresso. Ele o ameaçou de morte com uma faca. O rapaz foi preso e levado a uma delegacia, mas foi liberado em seguida.

Depois de agredir o pai, jovem ameaçou a mãe
Às 11h25min, o rapaz voltou à casa para novamente agredir o pai. Os familiares conseguiram contê-lo e chamaram a Brigada Militar. O caso foi parar mais uma vez na DP. Solto novamente, o jovem voltou a ser preso às 19h. Desta vez, quem pediu socorro foi a mãe de Josuel, Idalina Maria Soares Domingos, 45 anos. Ameaçada pelo filho que queria dinheiro para comprar drogas, Idalina passou os dois últimos dias sem dormir e sem comer.

Ela narrou que o filho é usuário de drogas há cinco anos e passou a cometer pequenos crimes para manter o vício. Depois de ser preso pela terceira vez no dia, Josuel foi autuado em flagrante por ameaça e lesão corporal e levado ao Presídio Estadual de Erechim na noite de quinta-feira.
Fonte:Zero Hora/UNIAD – Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas